O lado bom da procrastinação

O lado bom da procrastinação

É só você saber que tem algo para fazer que sua mente imediatamente já pensa em mil e uma desculpas e motivos para adiar aquela tarefa? Assim, geralmente isso não é dito como bom, mas saiba que há um lado bom na procrastinação.

Muitas vezes, a famosa procrastinação está ligada à preguiça. 

É quando vamos empurrando com a barriga e deixando a tarefa de lado até não termos mais tempo para fazer e, por pressão, entramos em modo de estresse e gastamos uma energia enorme para, enfim, fazer o que temos que fazer. 

Às vezes, nós nem conseguimos entregar ou realizar aquele trabalho e acabamos nos prejudicando. Com efeito, esse é o lado ruim da procrastinação: trocamos prioridades por distrações ou atividades importantes por outras irrelevantes.

Mas você sabia que existe um lado bom da procrastinação?

O lado bom da procrastinação está ligado à criatividade. Isto acontece porque 95% do nosso processo mental (o pensamento) não é cognitivo – ou seja, apenas 5% desse total é consciente. 

Quando você tem algo criativo para fazer e quer ter mais tempo para completar a tarefa e criar mais ideias, mesmo não estando 100% consciente disso, um ciclo se abre: o seu cérebro vai trabalhar naquilo, você vai se conectar com pessoas, além de ver coisas diferentes e novas perspectivas – isso tudo gera os famosos insights. Mas quando você fecha o ciclo, a tendência é que as ideias diminuam ou se encerrem.  

Então, o ideal é deixar o ciclo aberto até a hora que você precisa ter os insights e depois entregar o trabalho, pois neste momento certamente virão as melhores e mais originais ideias, em vez das convencionais. Assim sendo, para quem trabalha com inovação e criatividade, é muito bom saber usar esse lado bom da procrastinação.

Quer saber como treinar sua mente para ter ideias mais criativas? Conheça o  CURSO de MINDFULNESS da MIND|station

CLIQUE AQUI PARA CONHECER O CURSO MINDFULNESS E CONSCIÊNCIA APLICADOS

Autor: Charles Betito, fundador da Mind Station, uma plataforma de conteúdos baseada em mindfulness e consciência aplicada.

Deixe uma resposta